Novas Alices: É tudo tão simples - Danuza Leão

Sponsor

É tudo tão simples - Danuza Leão

29 de outubro de 2013


Há quem diga que o livro apenas faça referências ao estilo de vida da alta sociedade ou seja fútil demais. Mas confesso que, para mim, o livro foi muito divertido! É claro que, por um lado, Danuza cita incansavelmente nomes de grifes famosas e lugares que só existem em Paris, mas por outro, me identifiquei demais com algumas das reflexões que ela faz sobre a vida e o modo com a gente se sente em relação à diversas situações cotidianas.


Através da sua experiência, a autora dá muitas dicas úteis, daquelas que a gente leva para a vida toda. A temática envolve assuntos do dia-a-dia, viagens, compras, mundo gay, sociedade, comportamento e a moderna vida do século 21. Apesar de alguns capítulos serem totalmente fora da nossa realidade, Danuza sempre leva tudo no bom humor e o livro fica muito engraçado e gostoso de ler, eu ri muito com algumas com algumas histórias e situações da sua vida, que foram compartilhadas no livro.


Minha intenção não é dar spoilers do livro, mas algumas coisas me fizeram pensar profundamente, me identifiquei ou simplesmente achei interessante. Encontrei frases no livro que descrevem exatamente como eu penso ou me sinto, e outras eu nunca tinha parado para pensar. Além de citar muitas situações que a gente passa no cotidiano (e odeia!), tipos de pessoas, listas do que pode ou não pode fazer, deve ou não deve fazer, incentiva a praticar o desapego, mostra como ela consegue ser livre para não depender de carro e mostra como um lugar pode ser interessante longe dos pontos turísticos que são visitados por todo mundo, com filas imensas!


Para vocês terem uma ideia, selecionei um dos meus trechos favoritos:

"Li num livro que, se aos vinte você fez tudo que esperavam de você, isto é, casar, ter filhos, ser uma boa moça, ter um bom trabalho, etc., quando chega aos trinta, pensa: "Fiz tudo que queriam que eu fizesse e não sou feliz." Aí se separa, se tem cabelo crespo alisa, se é comprido corta, troca a cor, vai para a academia, muda tudo e diz: "Agora vou fazer tudo do meu jeito." Cai na vida, namora bastante, troca de profissão - normalmente larga uma com diploma, tipo advocacia, medicina, etc., e vira fotógrafa, artista, produtora de eventos, por aí. E quando chega aos quarenta pensa: "Fiz tudo como eu queria, mas ainda não estou feliz" - e começa tudo de novo.
Também existe quem faz o caminho contrário: aos vinte faz tudo o que quer, é solteira, sem profissão definida, ou tem uma profissão bem descolada, viajando, sei lá. Quando chega aos trinta, diz: "Puxa, fiz  tudo o que quis e não estou feliz, agora vou fazer tudo o que esperam de mim." Casa, tem filhos, arruma um bom emprego e aí chega aos quarenta, e por aí vai."



Eu li o livro todo em uma tarde, por ser muito envolvente, não consegui desgrudar até acabar de ler. Quando ao design, fica mais interessante ainda, ele é todo colorido com desenhos muito fofos. Não é nada cansativo, parece ser muito gostoso para ler em viagens longas! Alguém aí já leu? Gostou tanto do livro quanto eu?



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário