Novas Alices: O livro da vida - 365 meditações diárias por Jiddu Krishnamurti

Sponsor

O livro da vida - 365 meditações diárias por Jiddu Krishnamurti

23 de maio de 2016

Essa é a primeira resenha em parceria com a editora Planeta, de logo de cara já posso dizer para vocês que eu encontrei o livro que mudou a minha vida, ou pelo menos, a maneira como eu encaro ela. Já tinha visto vários livros do mesmo estilo, de mensagens diárias, mas a grande maioria deles sempre envolve fé, crença e religião, e por isso eu não me empolgava muito para ler. Eu não tenho religião, e sempre senti falta de um livro desse tipo, com reflexões diárias, mas que passasse mensagens de uma forma neutra. Na verdade, ele não tem nada a ver com religião, e sim com crescimento pessoal e autoconhecimento!



Esse livro é exatamente o que eu estava procurando! Ele contém trechos de conferências publicadas e inéditas, diálogos e ensaios que traduzem a essência dos pensamentos de Krishnamurti, um filósofo, escritor e educador indiano, que nasceu em 1985 e morreu em 1986. Os capítulos são divididos pelos meses do ano, e cada mês fala de um assunto diferente. Por exemplo: Abril é o mês de textos sobre casamento, desejo, sexo e paixão. Maio traz reflexões sobre inteligência, feelings, palavras e condicionamento. São palavras muito sábias que tocam profundamente! Sabe quando você pensa, "nossa, é bem isso que eu precisava ouvir hoje"? São textos reflexivos que te ajudam a superar os problemas do dia a dia e encarar as dificuldades de uma forma diferente!



Krishnamurti começou a ser conhecido com um guia espiritual, após se desligar da Sociedade Teosófica, mas sempre recusou o tal título e nunca aceitou discípulos ou seguidores. Não era membro de nenhuma organização religiosa, nem envolvido com política. Era vegetariano, e sua única preocupação era a educação, tanto que fundou várias escolas pelo mundo e possui mais de 60 títulos publicados. Dalai Lama o descreveu como "um dos maiores pensadores da nossa era." Para vocês entenderem melhor a proposta do livro, vou deixar alguns trechos que achei interessante, já que ainda não li ele todo, pois estou lendo as mensagens de acordo com o dia de cada uma!

"Não podemos ser sensíveis se não formos apaixonados. Não tenha medo da palavra paixão. (...) Se você não tiver paixão, como poderá ser sensível ao feio, ao belo, às folhas sussurrantes, ao pôr do sol, a um sorriso, a um choro? Como poderá ser sensível sem um sentimento de paixão no qual há abandono?"

"Uma ação sem ideia só acontece quando a mente está isenta da noção da qual pode estar experenciando. As ideias não são a verdade; e a verdade é algo que deve ser experenciado diretamente, a cada momento."

"Alguma vez você permaneceu silenciosamente, sem fixar sua atenção em nada, sem fazer nenhum esforço para se concentrar, mas com a mente muito quieta, realmente tranquila? Então você escutou tudo, não foi?"



Vocês gostam de livros com essa temática? É um assunto diferente aqui no blog, mas eu acho interessante compartilhar essas coisas com vocês, acredito que muitas que entram aqui, talvez estejam precisando de uma mensagem que anime ou que ajude a superar alguma dificuldade. Por isso escolhi esse livro! E confesso pra vocês, que ultimamente tenho lido vários livros de autoajuda, ejá ncontrei muitos títulos interessantes! Espero que tenham gostado!

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário