Novas Alices: Once Upon a Time - sexta temporada e seis motivos para começar a assistir a série

Sponsor

Once Upon a Time - sexta temporada e seis motivos para começar a assistir a série

23 de setembro de 2016

Hoje vou compartilhar com vocês um post completo sobre a minha série favorita: Once Upon a Time e vários motivos para você assistir também, caso ainda não tenha visto! Até andei um pouco sumida na última semana, isso porque estava doida para terminar a quinta temporada e colocar a série em dia, haha!



Dia 25 desse mês, será lançada a sexta temporada da série através da emissora americana ABC. Mas, provavelmente teremos que esperar um tempinho até a Netflix disponibilizar a temporada completa. Já estou com frio na barriga, pois a temporada promete ser bem nostálgica e muito parecida com a primeira temporada, que sem dúvidas, é a melhor de todas! Também estou curiosa para saber quais personagens farão parte dessa nova fase! Mas, antes de falar sobre eles, vou contar pra vocês porque gosto tanto dessa série e também listar 5 motivos para vocês também começar a acompanhar. Eu sei que é difícil começar e assistir mais de cem episódios, mas garanto que o vício vai te fazer terminar bem rápido. Eu terminei a quinta temporada em menos de uma semana!



Até agora, já sei que a nova temporada terá o Aladdin e a volta da Rainha Má, a nossa amada Evil Queen divando como sempre! Olhem só o trailer da sexta temporada, disponibilizado pela ABC:



1. É uma série de contos de fadas em uma nova versão
Vale relembrar um pouco da sinopse, caso você não conheça ou não saiba muito sobre ela. A série é baseada nos contos de fadas, tendo como foco principal a história da Branca de Neve e do Príncipe Encantado. (Eles são casados na vida real!) Acontece que a Rainha Má lançou uma maldição onde todos foram parar no nosso mundo - a terra sem magia - como eles chamam. Exceto pela Rainha, ninguém lembra do que aconteceu nem que são de verdade. Vivem em uma cidade chamada Storybrooke, criada pela magia, onde ninguém consegue entrar nem sair de lá. Mas, existe uma Salvadora que pode mudar toda essa situação: Emma Swan, filha da Branca de Neve com o Príncipe.



Quem é fã dos contos de fadas, vai adorar tentar adivinhar quem era quem enquanto viviam na Floresta Encantada. Digamos que é uma espécie de conto de fadas em uma versão atualizada para adultos, dando mais complexidade e detalhes de histórias já conhecidas. com muitas histórias misteriosas que se entrelaçam nos dois mundos. Na primeira temporada, aparecem as histórias mais comuns como A Bela e a Fera, Chapeuzinho Vermelho, Chapeleiro Maluco, Cinderela e Pinóquio. É a história base para todas as outras temporadas. Também conhecemos uma figura com um papel fundamental em todas as histórias, Rumpelstilskin, o Ser das Trevas. A forma como as histórias se desenvolvem te prendem, mas já adianto, que não é uma série para ver sem pretensões. É preciso prestar atenção para cada detalhe, pois pode fazer toda a diferença nas histórias e nos personagens que acabam se encontrando!



2. Você vai se encantar pelos personagens, principalmente pelos vilões!
Um dos pontos fortes dessa série são as escolhas dos personagens que se mantém ativos por várias temporadas e pelos acontecimentos inesperados que acabam mudando o destino desses personagens. Ninguém é totalmente bom ou totalmente mau. Todos eles escondem algum segredo do passado, tanto heróis quanto vilões. Com o tempo, os seus segredos e fraquezas vão sendo revelados. A série também tem galã, viu? O vilão Capitão Gancho é um dos personagens mais amados e continua em todas as temporadas. Sua história é contada aos poucos e só na quinta temporada que ele ganha maior destaque. Mas nessa altura, não faz muita diferença, pois ele já se tornou seu personagem favorito, e você também já torce demais pelo relacionamento dele com a Emma!



3. Aventuras que se passam em outros mundos 
Na segunda temporada, a história continua na Floresta Encantada. A essa altura, todos já se lembram de quem são realmente, e muitas histórias acontecem ao mesmo tempo. Uma delas é a busca por Baelfire, filho de Mr. Gold (Rumpel) e pai de Henry, que é também filho de Emma, mas foi criado por Regina. Henry é desenvolve um dos principais papéis, já que ele acaba criando laços entre os personagens. A primeira parte da terceira temporada se passa quase toda na Terra do Nunca. O vilão é Peter Pan, que é muito cruel. Sério, dá muita raiva e agonia nessa fase! Na segunda parte, eles enfrentam Zelena, a Bruxa Má do Oeste, em Oz. Ela é interpretada por Rebecca Mader, uma das atrizes mais lindas da série! :)





4. A ambientação e o estilo da narrativa
Analisando pelo lado mais técnico, além de uma fotografia linda, a série tem um estilo de narrativa bem dinâmico e não linear. As histórias se alternam constantemente e têm muitos flashbacks. Para entender o presente, é preciso saber o passado. Mas, esse passado se passa em outros mundos, então, em um mesmo episódio, muda todo o cenário, os diálogos, os figurinos e novos personagens são apresentados.



5. Personagens além da Disney
A quarta temporada inicia com Frozen e metade dela gira em torno da história de Elsa e Anna. Na continuação desta e da próxima, aparecem Ariel, Mulan, Hércules, Hades - o deus do Submundo - as vilãs MalévolaCruela de Vil e Úrsula, e uma emocionante história de Robin Hood. Mas nem todas as histórias são da Disney! Na quinta temporada conhecemos o Rei Artur, o mago Merlin e a história de Dr. Jekyll e Mr. Hyde o Médico e o Monstro - a série também faz algumas referências ao seriado Lost, não poderia ser diferente, já que são dos mesmos criadores!



6. Uma outra visão das princesas e empoderamento feminino
Um fato que não teve como passar despercebido durante os episódios foi uma nova visão das princesas que conhecemos das histórias infantis: desconstruídas e empoderadas, que desempenham papéis fundamentais de heroísmo, coragem e união. São elas quem tomam as principais decisões e enfrentam os grandes vilões. Verdadeiras heroínas que, em nenhum momento, espera que o príncipe resolva tudo e volte para salvá-la, muito pelo contrário, a série foge totalmente desse clichê. Branca de Neve se torna a principal heroína, sabe usar muito bem o arco e flecha, e tanto no mundo real quanto na Floresta Encantada, sempre faz tudo por sua família e para manter a união entre eles. A principal personagem da série, Emma, também é durona, esperta e se torna xerife em Storybrooke. Mulan tem uma paixão secreta pelo Príncipe e noivo da sua amiga Aurora. Ela luta por ele? Não, ela luta pra defender a amiga, independente de tudo! Vale citar também Merida, de Valente, que aparece na quinta temporada cheia de determinação para se tornar rainha e libertar seus irmãos. Além delas, muitas outras mulheres aparecem ao longo da série, todas com muita personalidade e coragem!  Não somente as heroínas, mas as vilãs da série também apresentam histórias fortes e comoventes.



Bônus: A inclusão do primeiro casal LGBT da série
Pensando que não podia ficar melhor, os autores da série trouxeram uma surpresa no final da quinta temporada: o romance entre Ruby (a Chapeuzinho Vermelho) e Dorothy. Mas não é só isso, o que me chamou a atenção foi a forma como foi apresentado na série. Nada de grandes expectativas, nem um episódio especial, apenas um beijo de amor verdadeiro para quebrar o feitiço do sono. A cena é tão comum quanto à de outros personagens, em nenhum momento a história dá ênfase ao fato de serem duas mulheres. Os próprios autores disseram que "o objetivo é fazer com que seja da forma como vemos na vida real - uma parte normal e do dia a dia, como deveria ser."



Espero que vocês tenham gostado desse post! Sei que ficou enorme, mas eu assisti as cinco temporadas e precisei resumir tudo em um único post, hahaha! Não vejo a hora de assistir a sexta temporada, mas enquanto ela não chega, eu me divirto com outras séries! Me contem, qual a preferida de vocês?

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário